Queira o Sr. Perito comentar sobre as fraudes no Brasil e como a tecnologia tem ajudado a combatê-las – Parte 2

corruptionEm continuidade à nossa análise sobre as fraudes corporativas, uma organização que tem se destacado entre os profissionais da área é a ACFE – Association of Certified Fraud Examiners. Essa organização tem ajudado na difícil missão de combater fraudes e faz isso promovendo certificações, grupos de estudo sobre o tema e palestras relevantes. O ACFE divide as áreas de fraude da seguinte maneira:

Diagrama ACFE

Fonte: ACFE 2012 Global Fraud Study

Em linhas gerais temos:

  • Corrupção
    • Propina
    • Manipulação de licitações
  • Apropriação Indébita
    • Roubo de caixa
    • Desvio de recebíveis
    • Desembolso fraudulento
    • Furto de estoque
  • Demonstrações Financeiras
    • Superavaliação de ativos
    • Subavaliação de ativos

Outro dado importante da recente pesquisa da ACFE é sobre as maneiras mais eficazes de se evitar fraudes: tabela ACFE

Fonte: ACFE Insights -The Most Effective Controls in Limiting Fraud Losses

Canais de denúncia (hotline) figuram em primeiro lugar no acumulado dos últimos anos e realmente têm ajudado muitas empresas na detecção ou no conhecimento de fraudes em seus ambientes, seja através de e-mails anônimos, call-center ou por cartas.

Mas foquemos no primeiro grupo de classificação do ACFE, a CORRUPÇÃO. Afinal, não poderíamos falar de fraudes no Brasil sem citar esse tipo muito comum de fraude financeira.

O crescimento do volume de fraudes é tão intenso que em muitos países os altos executivos são considerados legalmente responsáveis por atos desonestos praticados por seus subordinados, ainda que eles não tenham conhecimento das irregularidades. No Brasil a nova Lei Anticorrupção (LEI Nº 12.846, DE 1º DE AGOSTO DE 2013) está tentando diminuir esse tipo de fraude buscando impor novas formas de responsabilizar empresas por atos de corrupção.

O combate ao pagamento de propina para benefício próprio tem ganhado mais importância e destaque, especialmente quando há envolvimento de funcionários públicos. Além da nova Lei citada, existem algumas iniciativas do governo como o portal Pró-ética[1]. Esse portal contém o “Cadastro Nacional de Empresas Comprometidas com a Ética e a Integridade”. Embora ele tenha atualmente apenas registros de empresas de grande porte, a existência desse banco de dados centralizado representa um grande avanço no combate à corrupção. Outro site interessante é o Portal Transparência Brasil[2], onde são encontradas informações sobre os recursos públicos transferidos da União para estados, municípios e para o Distrito Federal.

O fato é que o combate à corrupção e outras fraudes ainda é um desafio grande para o nosso país, mas várias iniciativas como as apresentadas aqui têm nos despertado boas esperanças sobre o futuro desse tema.

No próximo post iremos falar das novidades na área de tecnologia para o combate as fraudes. Até lá!!!

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s